A importância da rastreabilidade na fruticultura

A importância da rastreabilidade completa da cadeia produtiva da olivicultura

A cadeia produtiva do setor olivícola brasileira é ampla e bastante complexa. Cada uma das etapas merece atenção, pois isso garante a qualidade do azeite que irá chegar às mãos do consumidor final.

Implementar a rastreabilidade em todas as etapas do olival é um dos recursos que são indispensáveis para que os gestores agrícolas se certifiquem de que tudo sairá conforme planejado, e essa postura é fundamental para o desenvolvimento das empresas.

Este post vai mostrar como a rastreabilidade completa pode ser uma ferramenta de grande auxílio e relevância na produção de azeites de qualidade mercado brasileiro. Confira!

A cadeia produtiva.

Dentro do setor olivícola, um produto passa por diversas etapas de produção para que ele esteja em plenas condições de ser comercializado. Desde o plantio, processos de manejo, colheita, industrialização, envase, passando pela inspeção de qualidade, análise química, sensorial e chegando, enfim, ao armazenamento antes da distribuição, onde muitos processos são realizados.

A cadeia produtiva, nada mais é, do que esse conjunto de etapas importantes realizadas em série, que envolvem o processo de produção até a chegada do produto ao comércio amplo, onde o consumidor pode fazer a compra de produtos com procedência e origem certificada.

Como se tratam de alimentos, os produtos envolvidos nesse processo demandam um controle muito rigoroso para que cheguem ao consumidor em plenas condições de serem utilizados. Dessa forma, a tecnologia é um recurso que ajuda muito a manter um padrão de qualidade em todas essas etapas.

A rastreabilidade da cadeia produtiva

Sem o uso da tecnologia aplicada seria impossível monitorar e observar possíveis inconformidades em todas as etapas da produção. Para suprir essa demanda tão importante, a rastreabilidade foi aplicada no setor agrícola em geral, em diversas cadeias produtivas, assim, cada etapa ou processo necessário estará sob observação e atenção dos gestores.

A rastreabilidade é uma tecnologia que acompanha cada processo pelo qual o produto passa — desde os processos produtivos, como plantio, variedades, manejo de poda, controles, tratamentos , colheita até a chegada ao comércio. Esse sistema permite identificar se há falhas que possam prejudicar o produto de forma que ele perca suas propriedades ou qualidade mínima necessária para a venda.

A importância da rastreabilidade

A poucos meses a operação Isis, realizada pelo Ministério da Agricultura, reprovou 59,7% das amostras de azeite de oliva comercializadas no País (100% importados). Assim, 300 mil litros de produtos irregulares foram retirados do mercado, informou o ministério, em nota. Além disso, mais 400 mil litros de outros produtos classificados como temperos, mas com rótulos de azeite de oliva também foram recolhidos.

Fonte: https://www.dinheirorural.com.br/ministerio-de-agricultura-reprova-597-das-amostras-de-azeite-de-oliva-no-pais/

 

Fiscalização e políticas públicas

A fiscalização analisou 107 marcas de 65 empresas, divididas em dois grupos. No primeiro, 39 empresas tiveram 108 lotes de amostras aprovados. Já no segundo grupo, 26 empresas tiveram 160 lotes reprovados.

Embora a produção brasileira esteja crescendo (40% em 2018), ainda representa menos de 2% do consumo nacional, que é de 100 mil toneladas. O Brasil é o segundo maior importador do mundo e deve trazer, em 2017/2018, 60 mil toneladas do produto.

 

Assim, a rastreabilidade da cadeia olivícola brasileira é de extrema importância aos produtores que buscam recursos que possam trazer um diferencial para seus azeites. No Brasil, o mercado é muito amplo e concorrido, e, nesse setor, se destaca quem entrega qualidade nos mais altos níveis. A integração do público consumidor com a “história” de cada produto que ele consome, além de valorizar e relação direta entre marcas e o consumidor, aumenta a sustentabilidade do ecossistema de negócio da cadeia produtiva.

Assim, é fundamental que os gestores e técnicos atuantes na cadeia produtiva entendam a importância de usar dessa tecnologia para estarem preservados de qualquer tipo de falha em etapas do processo de produção ou procedimentos que não seguem as conformidades que garantem um produto de qualidade para o consumidor final.

Exemplificando com mais clareza, a rastreabilidade da cadeia produtiva da olivicultura é capaz de autenticar os processos e garantir que eles sejam os melhores possíveis em etapas como as de produção, processamento de azeite, e a distribuição.

Como pudemos observar, a cadeia produtiva pode ser perfeitamente controlada visando a qualidade, graças às soluções de rastreabilidade que permitem a verificação do que está sendo executado pelos envolvidos no processo como um todo.

 

Deixar uma resposta